A bíblia é a palavra de Deus?

Iniciaremos este artigo refletindo o título do mesmo. Lembrando que não envolve religião e nem ateísmo.

Seria uma pergunta, ou afirmação?

A bíblia é a palavra de Deus! ou

A bíblia é a palavra de Deus?

 

Vamos se perguntar: Quem escreveu a bíblia? – Já sabe? Sabemos que Deus não se materializou e escreveu, então foi o homem. Seria uma psicografia? O que seria?

Adiantando, supondo que já achamos uma resposta para as perguntas acima, sabemos que a bíblia foi traduzida para o nosso idioma. Quem a traduziu? Traduziu exatamente como a original? Em que e em quem acreditar?

Estamos fazendo apenas perguntas, mas através dela virão respostas, cada uma diferente da outra, pois cada um tem o seu modo de pensar. Então vamos pensar juntos! Mesmo que tenha sido alterada pelo homem, devemos praticar as coisas boas que nela vem escrito. Como saber o que é bom? O que não fará mal ao seu próximo e à você. Muitas religiões só ensinam praticar o bem dentro da igreja, não no dia à dia. Estamos neste mundo para evoluir, entender o verdadeiro significado da felicidade que muitos pensam que é um bem material, uma coisa só para si. O nome disto é egoísmo. Felicidade é fazer os outros felizes e você se sentir feliz por isso, pensando no seu próximo.

Vamos voltar ao assunto…

Na época em que a bíblia foi lançada, a realidade era outra. O mundo evoluiu para melhor e pior. Por isso que devemos estudar mais e mais, não se prendendo somente à bíblia, mas sim a nova realidade, o hoje. Usaremos como uma referência de estudo!

“Pensamento, vontade e fé; Criar, atrair e realizar.”

Qual é o seu conceito?

Comentar por Facebook

3 comentários sobre “A bíblia é a palavra de Deus?

  1. “Uma chama na escuridão” é daqueles filmes que não são para serem esquecidos. A produção de Mike Pritchard, lançada em 1998, conta a história de William Carey, “O pai das Missões Modernas”. Nas cenas com excelente fotografia e produção de arte é possível tomar conhecimento do que é a certeza de ser chamado por Deus. Mesmo contra a opinião daqueles a sua volta, Carey partiu para a Índia, em 1793, para pregar a Palavra de Deus. Muitas são as dificuldades, mas nada o impede de perseverar. Ficou conhecido como “O amigo da Índia” e “ficou encarregado de traduzir mais versões da Bíblia do que haviam sido feitas durante a história do cristianismo até aquela época”. Vale a pena ver o filme pela lição de compromisso com Deus. Carey não comeu “o pão que o diabo amassou”, mas engoliu a seco o “pão da adversidade”. Perder um dos filhos e mais tarde a esposa. Um incêndio consumiu anos de trabalho de tradução e pesquisa. Por seis anos, ninguém se converteu com suas pregações. Porém, um dia ele percebeu que não era para isso que Deus o enviara ali. A literatura era o caminho. Traduziu o livro de Mateus para o benghali, língua falada na região. É quando acontece a primeira conversão. Indignado com o que viu, contribuiu para abolir o “Sati”, prática tradicional onde a esposa era queimada viva junto do marido sem vida. As cenas onde realiza a impressão das primeiras páginas sagradas em benghali, por sua simplicidade, improviso e satisfação são fantásticas. O momento mais doloroso é quando Carey aparece fazendo a cruz que estaria sobre o túmulo do filho. “Uma chama na escuridão” é daqueles filmes que não são para serem esquecidos. Preste atenção à cena em que Carey expressa para a esposa o seu chamado, ainda sob a dor da perda do filho, tendo em mãos um candelabro com uma vela acesa. É quando o filme fala de si mesmo. O longa conta de forma convincente e encantadora a história de “uma vida dedicada a Deus e obediente a sua chamada pode fazer diferença profunda no mundo”. Assista!

  2. Jerônimo começou por revisar as traduções latinas mais novas, mas finalizou voltando ao grego original, perpassando por todas as traduções, e retornando ao Hebraico original aonde ele pudesse em vez de usar a Septuaginta. O Novo Testamento foi traduzido para o gótico no 4º século por Úlfilas. No século 5º, Santo Mesrob traduziu a Bíblia em armênio. Também datando do mesmo período são as traduções sírias , copta , etiópia e georgiana .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *